Publicado por: Márcio Pereira | Maio 13, 2013

Uma Aventura no Palácio da Pena – Um pouco sobre a história do livro

As gémeas e os pais são convidados a visitar um casal amigo em Sintra. Estando em Sintra, não poderiam deixar de visitar o belissimo monumento nacional: o Palácio Nacional da Pena, e como o instinto a aventura parece pairar no ar, dedicem convidar os restantes amigos.

As gémeas nunca tinham conhecido ninguém tão mentiroso como a filha do casal amigo dos seus pais,  a Magda. Sempre que abria a boca, dizia aldrabices. Mas como a miúdo até era gira, os rapazes estavam encantados.

Numa visita que todos fazem ao Palácio da Pena, onde a Magda iria participar numa representação histórica, conhecem o velho guarda, o Sr. Raposo, que lhes conta histórias de arrepiar os cabelos: a lenda do tritão, um homem marinho com as pernas cobertas de escamas; a lenda do fantasma rei artista que se passeia de sala em sala aos suspiros de saudade nas noites de tempestade. E as lendas de outros fantasmas que visitam o palácio sempre que o dia 13 calha a uma sexta-feira.

Entusiamados com estas histórias, e curiosos em descobiri a sua veracidade, o grupo resolve tirar tudo a limpo na próxima sexta-feira dia 13. Nesse dia entram ao final da tarde e procuraram esconderijos antes de o Palácio encerrar, de forma a passarem lá a noite.

Sendo o Palácio da Pena, segundo lendas, um dos locais que mais riquezas e segredos encerra. Com tantas peças, tão raras quanto caras, assim expostas, o Palácio da Pena tornou-se um alvo para quem quisesse deitar a mão a tão antigos e preciosos tesouros. E é precisamente isso que os amigos naquela noite descobrem, que não estão sozinhos à noite no Palácio, mas enquando eles querem esclarecer a história dos fantasmas e do Tritão, outros tencionam concretizar o seu roubo.

Um casal de estrangeiros planeia roubar as jóias da coroa que acreditam estar algures no Palácio escondidas, e o eletrecista tenciona colocar a mão na valiosa caravela de prata.

Mas a presença do grupo e dos restantes invasores acaba por ser reconhecida pelo guarda, que junto com a ajuda dos jovens aventureiros descobre as intenções maliciosas dos restantes estranhos.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: